Pesquisar

Carregando...

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Top 10 - Os maiores aviões de combate

Hoje vou falar um pouco dos 10 maiores aviões de combate da história. Vou citar somente aviões com capacidade de abater outras aeronaves, desconsiderando assim bombardeiros e aviões de ataque.
Northrop P-61 Black Widow, da USAF de 1942
*
Desde a II Guerra Mundial, os EUA são os líderes de produção de grandes aviões de combate. Um grande avião pode receber motores mais possantes, ter maior velocidade, autonomia e capacidade de transporte de armas.
 Heinkel He-219 Uhu da Luftwaffe (II Guerra Mundial)
*
Dentre todos os grandes caças da II Grande Guerra, os EUA tinham o maior e mais pesado, o interceptador noturno Northrop P-61 Black Widow. Com um peso máximo de decolagem na casa dos 16.400 kg, o P-61 era cerca de 20% mais pesado que seu rival alemão, o Heinkel He-219. 
*
A diferença entre os caças americanos para os demais continuou no início da era dos jatos, com os caças de 1° geração, já no período da Guerra Fria:
Mcdonnell F3H-2 Demon da US NAVY de 1951
*
Com caças acima de 10 toneladas, os EUA estavam bem longe dos pequenos Migs, Yakovlevs e Lavochkins da URSS, que tinham um peso máximo de 6 toneladas. O F3H-2 Demon foi o maior e mais pesado caça de sua geração, com 18 metros de comprimento e 15 ton de peso máximo para decolagem.
*
A 2° geração de caças a jato foi marcada pela velocidade de mach 2, ou seja, o avião em condições ideais de vôo, atingia duas vezes a velocidade do som (2.120 km/h).
English Electric Lightning da Royal Air Force
*
Dessa vez os britânicos ficaram com os maiores interceptadores, com o Lightning (acima) de 20 toneladas. Porém a USAF não ficou tão distante assim com seu interceptador de 21,50 metros, o Convair F-106 Delta Dart, com um peso máximo de decolagem de 15.620 kg.
 Convair F-106 Delta Dart
*
Para atingir e manter algum tempo velocidades de mach 2 ou mais, o avião tem mesmo que ser maior e mais pesado, porém nessa época ainda não havia a questão da 'manobra de combate', ou seja, o confronto corpo a corpo entre dois caças a jato. Assim normalmente os caças deveriam apenas serem rápidos e ter grande autonomia de vôo.
*
De Havilland Sea Vixen da Royal Navy
*
O mais pesado de todos caças de 2° geração foi o De Havilland Sea Vixen usado pela marinha inglesa. Apesar dele não ultrapassar mach 1, o caça podia decolar com um peso máximo de 21.205 kg. 
Na URSS, o maior interceptador de 2° geração foi o Sukhoi Su-11 (acima) com apenas 13.600 kg,
*
Já na 3° geração apareceram as maiores monstruosidades da aviação de combate, então vamos ao Top 10:
*
1° Lugar Lockheed YF-12
O maior, mais descomunal e absurdo projeto de interceptador da história da aviação de combate foi o projeto Lochkeed YF-12.
O monstro de 31 metros de comprimento e 63,5 toneladas fez seu primeiro vôo em 1963, com a proposta de abater bombardeiros soviéticos Tu-95 e Tu-22. Somente três protótipos foram construídos devido ao alto custo e principalmente a problemas operacionais devido a altas temperaturas atingidas em vôos de mach 3.
O YF-12 atingiu a marca de 3.331,5 km/h, quebrando assim o record de velocidade (na época) e altitude de 24.462,6 m. Apesar do YF-12 não ser aprovado para produção, sua fuselagem deu origem ao avião de reconhecimento A-12 e posteriormente ao SR-71 Blackbird, também de reconhecimento. Dos três YF-12 construídos, dois se perderam em acidentes e o terceiro (único sobrevivente) encontra-se no Museu Nacional da USAF em Dayton, Ohio.
*
2° Lugar Mikoyan Mig-31
O Mig-31 não é tão grande quanto os aviões a seguir na lista, porém é o segundo mais pesado já construído e atualmente o mais pesado em serviço dentre todas forças aéreas.
 O Mig-31 é um interceptador de alta performance que entrou em serviço na Força Aérea Soviética em 1981 com a intenção de abater quaisquer tipos de aeronaves ou mísseis cruzadores que se aproximarem em qualquer altitude, de dia ou de noite em qualquer condição climática.
Seu design em geral é baseado no Mig-25 de 1967, porém o Mig-31 já é um caça de 4° geração por incorporar radar de varredura eletrônica e 8 mísseis, além de um canhão rotativo com 6 canos de 23mm que lhe dá uma capacidade de abater um outro avião (desde que não seja um caça) mesmo sem estar portando mísseis.
Seus possantes motores D-30F-6 lhe proporcionam uma velocidade máxima de mach 2.83, sendo hoje o caça mais rápido existente também. O combustível total de um Mig-31 chega a 20 toneladas, isto é, a mesma quantidade de combustível de um C-130 Hércules !
Ao todo foram construídos cerca de 400 Mig-31 entre 1981 a 2000, dos quais cerca de 250 estão na VVS (Força Aérea Russa) e 30 na Força Aérea do Cazaquistão. Atualizações recentes da frota de Mig-31 na Rússia vão manter o interceptador em serviço até 2028.
*
3° Lugar Tupolev Tu-128
O interceptador soviético de 3° geração foi o maior (em tamanho) avião de combate operacional, ou seja, produzido em série e servindo durante anos a URSS.
 O Tu-128 entrou e serviço em 1966 na URSS e foi produzido até 1970, ao todo fora construídos 188 interceptadores e 10 Tu-128UT de treinamento. O avião foi mantido operacional na URSS até 1990, quando todos foram retirados do serviço e sucateados.
Devido a ser de uma geração anterior, o Tu-128 só transportava quatro mísseis e atingia uma velocidade máxima de mach 1.8. Com a tecnologia da época, o Tu-128 tinha como objetivo abater grandes aviões indefesos, como bombardeiros B-52 e aviões de reconhecimento do tipo RC-135 ou EC-135.
Com 30 metros de comprimento e 43 toneladas, o Tu-128 tinha um alcance de cerca de 5.000 km, podendo abater adversários em qualquer local das fronteiras da URSS. Em sua história operacional o Tu-128 só abateu alguns balões estratosféricos de reconhecimento da OTAN.
*
4° Lugar General Dynamics F-111B
O concorrente direto do F-14 Tomcat projetado na década de 60 como interceptador embarcado para a US NAVY ocupa o 4° lugar com 39.900 kg e um comprimento de 21 metros.
O interceptador embarcado F-111B foi desenvolvido a partir do avião de ataque F-111A da USAF, porém somente 7 protótipos foram usados em testes de 1968 a 1970, quando foi superado em desempenho pelo Grumman F-14 Tomcat.
Com piloto e operador de armas sentados lado a lado, o F-111B possuía em geral o mesmo design do F-111A, com asas de geometria variável que chegavam a 20 metros com enflechamento mínimo. Apesar de grande, seu desempenho não era dos melhores, podendo atingir mach 2.2 em velocidade máxima e um alcance de 3.390 km.
*
5° Lugar Sukhoi Su-30
O caça multifuncional russo de 4° geração fica em 5° lugar com seus 38.800 kg. 
 Su-30SM da Força Aérea Russa
*
Ao todo foram produzidos até hoje cerca de 420 caças multifuncionais Sukhoi Su-30 em várias versões. O modelo entrou atrasado em serviço devido a dificuldades financeiras na Rússia após a queda da URSS. Em sua maioria os Su-30 são exportados, sendo atualmente usados por 8 países além da Rússia.
Apesar de não apresentar a mesma velocidade e alcance do seu concorrente direto, o F-15E Strike Eagle, o Su-30 ganhou mercado devido a seu baixo preço, variedade de armas e sistemas eletrônicos e capacidade de manobras.
Hoje o F-15E que custa em torno de US$ 100 milhões tem somente 4 usuários além do fabricante (EUA), já o Su-30 custando cerca de US$ 34 milhões tem 8 usuários além da Rússia.
Dentre seus maiores usuários está a Índia, que hoje conta com cerca de 170 aviões desse tipo, além de um contrato que visa mais 100 Su-30. Em manobras conjuntas entre a USAF e a Força Aérea Indiana, os Su-30 se mostraram superiores aos F-15C da USAF, um dos grandes fatores para que os EUA desenvolvessem logo um caça de 5° geração.
*
6° Lugar Lockheed Martin F-22 Raptor
Pode parecer incrível, mas o Raptor está em 6° na colocação geral mas estaria em 2° se considerasse apenas caças atuais, descontando o Mig-31 que é um interceptador e modelos aposentados.
 O Raptor é o mais pesado dentre todos caças ocidentais, além de ser o mais pesado de sua categoria. Equipado para combate um Raptor decola com 29.300 kg, contra 24.900 kg do Su-30, só coloquei o Su-30 em 5° posição pois seu peso máximo de decolagem é 800 kg maior que o do Raptor.
O Raptor se difere dos demais em relação ao peso normal de combate devido ao motivo de não transportar armas externas, daí todo sistema mecânico de abertura e fechamento do compartimento de armas, aliado aos novos compostos 'stealth' e motores com vetoração de empuxo, aumentaram o peso de combate do Raptor em cerca de 45,5% sobre o peso de combate do F-15C.
Seu peso excessivo reduz drasticamente sua taxa de subida e alcance, sendo que a taxa de subida fica e torno de 25% menor que a do F-15C e 55% menor que a de um Su-30, e seu alcance gira em torno de 2.960 km, isto é, 35% menor que o alcance do F-15C.
*
7° Lugar Mikoyan Mig-25
O interceptador soviético dos anos 60 que deu origem a grande parte dos caças norte americanos atuais ocupa o 7° lugar com 36.720 kg.
Seu conceito inovador na época gerou uma grande reviravolta na aviação de caça, pois o avião apresentava grande diferença de desempenho do norte americano F-4 Phantom, na época o melhor dos caças ocidentais. Pode se dizer que o F-15 é uma cópia melhorada do Mig-25 (vide imagem acima).
O Mig-25 foi projetado para a interceptação de qualquer tipo de aeronave que adentrasse no território soviético, com isso ele deveria ser extremamente rápido, transportar mísseis enormes e difíceis de serem desorientados por contramedidas eletrônicas.
Mig-25 após a deserção do ten. Viktor Belenko, em Hakodate, Japão, 1975
*
Sua 1° aparição no ocidente foi em 1975, quando o ten. Viktor Belenko desertou com seu Mig-25 e pousou o avião no aeroporto de Hakodate no Japão. Na época os EUA estava ávidos para adquirir a tecnologia aeronáutica dessa máquina, assim ofereceram aos pilotos russos uma soberba quantia em dinheiro além de asilo político.
O Mig-25 foi projetado para mach 3, assim como o YF-12, seus motores aguentam no limite até mach 3.2, porém sua velocidade armado é verca de mach 2,85. Ele foi o quebrador de records da aviação de caça, imbatível até hoje, com uma velocidade de 3.420 km/h e altitude de 37.640 m.
Acima um interceptador Mig-25 da Argélia
*
Ainda hoje mais de 100 Mig-25 permanecem em serviço em 5 países incluindo a Rússia que não usa mais sua versão de combate, só o Mig-25R que é hoje o avião mais rápido do mundo.
*
8° Lugar Mcdonnell Douglas F-15E Strike Eagle
O F-15E contrariamente a muitos comentários que vejo pela net não é u avião específico de ataque, mas sim uma versão melhorada do F-15C, que pode também efetuar missões de ataque devido a seu radar multimodo.
 Com 36.700 kg de peso máximo de decolagem, o F-15E fica atrás do Mig-25 por 20 kg.
*
O F-15E foi desenvolvido a partir do caça F-15C, no final dos anos 80, devido a aposentadoria dos aviões de ataque F-111 e do sucesso do multimissão naval F/A-18.
 Com o radar multimodo, o F-15E assim como o Raptor, o Su-30 e o Su-35, pode localizar alvos aéreos, terrestres e até navios, podendo executar não só a função de caça, mas também de bombardeiro e avião de ataque.
Acima um F-15E dispara um míssil anti radar HARM
*
 Devido a ser um avião de grande porte, o F-15E é hoje o mais completo de todos caças norte americanos por transportar todo tipo de arma tática aerotransportada utilizada pelos EUA. Sua carga pode ser alternada entre mísseis ar-ar, mísseis anti navio, mísseis cruzadores e bombas guiadas.
 Armas de grande porte como a bomba perfuradora de concreto GBU-28 (acima), de 2.268 kg, não podem serem transportadas pelo F/A-18E/F devido a ser um caça multifunção de médio porte nem pelo Raptor que leva suas armas internamente.
Com um alcance de 3.900 k e uma velocidade máxima de mach 2.5, o F-15E é superior em desempenho ao seu similar russo o Su-30. A USAF conta hoje com uma frota de 221 F-15E que são constantemente usados em todas guerras desde 1989 que os EUA participaram.
*
9° Lugar Shenyang J-16
Apesar de não possuir ainda dados completos, o Shenyang J-16 é uma cópia do Sukhoi Su-30 fabricada na China. Seu peso máximo de decolagem pode chegar a 35 toneladas ou mais, que lhe assegura a 9° colocação dentre os Top 10 maiores aviões de combate.
 O J-16 entrou em serviço esse ano, assim ainda não é possível determinar quantos estão em serviço na China, mas provavelmente sua produção ultrapassará os 99 Su-30 que a China utiliza hoje.
 Apesar de possuir uma incrível semelhança com o Su-30, autoridades e especialistas chineses garantem que o J-16 é uma aeronave totalmente diferente de seu homólogo russo. De acordo com comentários pela net, o J-16 incorpora uma pintura furtiva, radar AESA (matriz de varredura eletrônica ativa) e motores de fabricação chinesa WS-10.
 O motor WS-10 de acordo com fontes chinesas é uma evolução do Lyulka Saturn AL-31F usado no Su-30. tais fontes citam um aumento de potência, redução no tamanho e no peso e maior autonomia. Dados estimados apontam a autonomia de 4.000 km para o J-16 contra 3.000 km do Su-30.
 Não sei se o J-16 é uma cópia autorizada ou não do Su-30, porém é fato que a China tem muito mais potencial de produção em massa que a Rússia, que pode também produzir aviões com um custo menor. Assim o J-16 é um potencial concorrente do Su-30 original, que ainda é o líder de vendas dentre todos caças de fabricação russa.
Citei acima no texto do F-15E, que o mesmo é "similar" ao Su-30 e não seu "concorrente", pois quem adquire um Su-30 não vai comprar um F-15E, porém pode-se afirmar com certeza que o J-16 é o concorrente direto do Su-30, já que ambos possuem o mesmo tipo de mercado.
*
10° Lugar Sukhoi Su-35S
Por último dentre  os Top 10 maiores caças vem o Su-35S com 34.500 kg. Também um multimissão avançado como o F-15E e o J-16, o Su-35S é otimizado para combate aéreo devido a uma série de tecnologias compartilhadas com o 5° geração T-50 que se encontra em fase de testes.
 O Su-35S é a evolução do Su-27, com tecnologias recentes. Seus motores são mais fortes porém mais econômicos, lhe proporcionando um alcance de 4.500 km. Seu radar Irbis-E se difere do N001 usado pelo Su-27 por ser multimodo, possuir um grande alcance, um ângulo maior de abertura e poder rastrear 30 alvos simultaneamente.
 Com as novas tecnologias empregadas em sua construção, o Su-35S é sem dúvidas o pesadelo de seus adversários, pois mistura a tecnologia eletrônica de um caça de 5° geração com a capacidade de carga de um caça pesado e manobrabilidade de um Su-27.
Apesar de ser oferecido a vários países, o Su-35S só foi até agora adquirido pela VVS (Força Aérea Russa), talvez pelo seu preço (US$ 65 milhões) ou mais provavelmente por ser muito similar ao Su-30, porém com quase o dobro de custo.
*
Considerações gerais
Não comentei sobre dimensões em geral pois existe um diferencial entre aviões norte americanos e russos, assim como também existem aviões de asa fixa e de geometria variável, como o F-14 Tomcat.
*
 Acima a comparação de um F-15 com um Su-30, o tubo pitot (no nariz) e o agulhão (na traseira) ausentes no F-15 mas presentes no Su-30.
*
No geral o comprimento dos aviões fornecidos pelos sites da net contam como um todo não somente a fuselagem mas o tubo pitot no nariz do caça assim como o agulhão traseiro nos modelos derivados do Su-27 (Su-30, Su-35 e J-16). Não seria correto de considerasse partes de seção reduzida como um todo, e como não encontrei dados suficientes pela net, classificar os caças por peso sem dúvidas é uma forma mais justa e correta de determinar os "maiores caças".
*
 Acima um F-14 da IRIAF com asas de geometria variável em enflechamento mínimo comparado a um F-15E da USAF de asas fixas.
*
A envergadura (distância entre as pontas das asas) também é um fator complicado, pois se assim fosse possível determinar o "tamanho de um caça", o F-111B seria sem dúvidas o maior de todos caças produzidos e em segundo lugar o F-14 Tomcat.
*
Porquê meu caça favorito não entrou nesse top 10 ?
Ou ele está abaixo dos 34.500 kg (10° lugar) de peso máximo de decolagem ou é um avião que seus dados são estimados como o Sukhoi T-50, assim como o J-20 e J-31 chineses. Também não considerei o Su-34 pois ele é mais um bombardeiro que um caça. Segue abaixo uma tabela com o desempenho de alguns aviões desse Top 10 e outros que ultrapassam as 30 toneladas e podem serem categorizados como caças de grande porte:
*
Se vc gostou desse Top 10 veja também:
Top 10 - Os melhores caças navais
*
Estou fazendo uma pesquisa com os leitores do blog, se vc também quiser participar:
*
Qual avião de combate que vc mais gosta ?
***

Nenhum comentário:

Postar um comentário